APRENDA COM A CEDAE

Centros de Visitação Ambiental

Conheça os Centros

Em função de seu compromisso com o meio ambiente, a CEDAE criou Centros de Visitação Ambiental nas Estações de Tratamento de Esgotos de Alegria e da Barra da Tijuca. Os Centros contam com auditórios e recursos técnicos para receber visitantes, pesquisadores e estudantes universitários interessados nas questões ambientais, em especial as que dizem respeito às melhorias da Baía de Guanabara.

Os visitantes são recebidos por técnicos especializados que explicam os processos operacionais, e são levados para uma vista guiada. No trajeto são mostradas as diversas etapas do tratamento dos esgotos, bem como os sistemas de controle operacional e ambiental envolvidos. Logo após são discutidos assuntos pertinentes à matéria. Os visitantes recebem um Certificado de Visita Técnica conferido pela CEDAE. Os Centros de Visitação Ambiental das Estações Alegria e Barra mostram a tecnologia envolvida e os resultados alcançados que, além de promoverem mais qualidade de vida para a população, beneficiam o meio ambiente.

Aquário

Os Centros de Visitação são dotados de aquários. O da Alegria tem capacidade para 18.000 litros e é abastecido por efluentes tratados pela ETE, ou seja, reuso de água. O da Barra da Tijuca, com 2.000 litros, é abastecido com água salgada da zona do emissário submarino.

Incubadora de Mudas da Mata Atlântica Arthur Sendas

O Centro de Visitação Ambiental da Estação Alegria mantém em funcionamento a “Incubadora de Mudas da Mata Atlântica Arthur Sendas”, com capacidade para produzir 35 mil mudas de espécies de Mata Atlântica por ano, que são utilizadas pela CEDAE no reflorestamento da mata ciliar dos rios Guandu e Macacu, evitando poluição e assoreamento destes rios.

O trabalho na Incubadora é feito por detentos dos regimes abertos e semi-abertos do sistema prisional do estado do Rio de Janeiro, em um trabalho de ressocialização dos mesmos. A Estação de Tratamento de Esgotos de Alegria está sendo toda arborizada, com o plantio de 40 mil mudas.

A Estação Alegria

A Estação Alegria é a obra mais importante do Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG). É uma unidade de grande porte, sendo a maior das estações de esgotos operadas pela CEDAE e uma das maiores do Brasil.

Está preparada para receber e tratar até 2.500 litros de esgotos por segundo e, futuramente, 5.000 litros de esgotos por segundo, beneficiando cerca de 1,5 milhão de pessoas. Esses esgotos são coletados de uma área aproximada de 8.600 hectares, de quatro sub-bacias principais: o Conjunto Centro, Mangue e Catumbi; Alegria; Faria-Timbó: e São Cristóvão, eliminando os lançamentos in natura na Baía de Guanabara e nos rios e canais urbanos.

É uma estação projetada para tratamento primário e secundário, e sua operação promove a remoção das substâncias poluentes. Alcança uma eficiência de remoção de carga orgânica, evitando riscos para o meio ambiente e para a população.

A Estação Alegria utiliza o processo de todos ativados, com câmaras seletoras iniciais, com digestão anaeróbia e desidratação mecânica do lodo por meio de centrífugas, dispondo das seguintes unidades principais:

  • Grades grosseiras de limpeza mecanizada;

  • Elevatória de esgoto bruto;

  • Grades finas de limpeza mecanizada;

  • Caixas de areia com limpeza mecanizada;

  • Decantadores primários para remoção de sólidos e escuma;

  • Sistema biológico de tratamento para degradação da matéria orgânica,
    com tanques de aeração e decantadores secundários mecanizados;

  • Sistema de tratamento da fase sólida, para condicionamento e desidratação do lodo gerado;

  • Laboratório;

  • Centro de controle.

A Estação Barra da Tijuca

A Estação Barra foi projetada para tratamento primário, com o objetivo de adequar os resíduos às condições de lançamento no mar através de emissário submarino, sem riscos para o meio ambiente e a população. Sua operação permite a manutenção do efluente da estação dentro das condições sanitárias, impedindo assim a propagação de doenças de veiculação hídrica.

É uma obra importante da CEDAE no Programa de Saneamento da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá (PSBJ) que tem por objetivo a coleta, o transporte, o tratamento e a disposição final dos efluentes tratados. Beneficia atualmente uma população de 680 mil habitantes, com previsão para cerca de 1,4 milhão. A vazão média dos efluentes hoje é de 1,94 m³/seg, e no final do projeto será de 2,94 m³/s.

O sistema comporta ainda o Emissário Submarino da Barra da Tijuca, que recebe o esgoto tratado na Estação da Barra e o lança no mar a cerca de 5.200m de distância da praia e 45m de profundidade, através de difusores especialmente projetados para as condições locais, não causando impacto ambiental na zona de balneabilidade.

A Estação Barra foi projetada para o tratamento primário convencional, destinada a condicionar os esgotos para lançamento no mar pelo emissário submarino e é constituída das seguintes unidades:

  • Canais de entrada dos esgotos;

  • Gradeamento fino;

  • Desarenadores aerados;

  • Decantadores;

  • Elevatória de escuma;

  • Elevatória final;

  • Subestação principal;

  • Desidratação e secagem térmica de lodo;

  • Tratamento de odor;

  • Laboratório;

  • Chaminé de equilíbrio;

  • Centro de operações.

Condições Básicas para Marcação de Visitas

Horários para visitas:

de 9:00h às 12:00h e
14:00h às 17:00h

Na Estação Alegria, as turmas deverão comparecer em vans que possibilitem o seu deslocamento, devido ao grande porte da Estação.
Os alunos deverão estar acompanhados do professor responsável da universidade;
As turmas deverão conter no máximo 30 visitantes + 1 professor e, no mínimo, 10 alunos + 01 professor.
As turmas deverão elaborar um relatório técnico sobre a visita, e entregá-lo na estação até 15 dias após a visitação.
Não será permitida a entrada de pessoas usando camisetas sem manga, e chinelos ou sandálias;
Deverá ser observada a pontualidade no horário de visita;
É obrigatória a utilização do equipamento de proteção individual fornecido pela CEDAE;
As normas internas de segurança das estações devem ser observadas.

Marque a Sua Visita

Estação Alegria

E-mail: cvisitacaoambiental.alegria@cedae.com.br
telefone/fax: 2332-3362
Endereço:
Rua Projetada IV, fundos da Rua Carlos Seidl 950
Caju, Rio de Janeiro.

 

Estação Barra

E-mail: cvisitacaoambiental.barra@cedae.com.br
Endereço:
Av Ayrton Sena, 1791 (ao lado do Mercado do Produtor,
também conhecido como Mercado de Peixe)
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

 
Search