A CEDAE

História

1701 a 1900

1853

Serviço de limpeza das casas da cidade do Rio de Janeiro e do esgoto das águas pluviais

Lei nº 719 de 28/09/1853. O Governo de d. Pedro II contrata o “Serviço de limpeza das casas da cidade do Rio de Janeiro e do esgoto das águas pluviais, com João Frederico Russel”;

1857

Contrato para esgotar as ruas e os prédios da área central da cidade

Contrato de 25/04/1857, aprovado pelo Decreto nº 1929 de 26/04/1857, assinado por João Frederico Russel e Joaquim Pereira de Vianna de Lima Junior – ficaram os contratantes com o privilégio de esgotar as ruas e os prédios da área central da cidade, com cerca de 4,24 km² durante 90 anos consecutivos, terminando em 24/04/1947.

1863

The Rio de Janeiro City Improvements Company Limited

O contrato de 1857 admitiu a constituição de ema empresa fora do país, com capitais estrangeiros (ingleses), a The Rio de Janeiro City Improvements Company Limited, conhecida depois como City, para a qual o contrato de Russel e Lima Junior foi transferido, em maio de 1863;

1864

Estação Elevatória e de Tratamento do 3º Distrito

Fevereiro de 1864 – inaugurada a Estação Elevatória e de Tratamento do 3º Distrito, para esgotar inicialmente 1.200 casas, das 14.600 existentes na área do mesmo. A solenidade de inauguração contou com a presença do próprio Imperador D. Pedro II e do seu Ministro de Obras Públicas.

1866

Inaugurados oficialmente os 1º e 2º Distritos.

Junho de 1866 – inaugurados oficialmente os 1º e 2º Distritos. Os 3 Distritos juntos atenderam a uma população contribuinte de 180.000 habitantes, com 15.155 prédios esgotados;

1871

Tanques fluxíveis

Funcionamento precário da rede, face a extrema falta d’água, segundo relatório da City – motivo para instalação de tanques fluxíveis (reservatório subterrâneo que realiza descargas periódicas em canos de esgoto para evitar obstruções).

1875

2º Contrato de Esgotos à City

1875 – 18 de dezembro de 1975 – Decreto 6069, outorga o 2º Contrato de Esgotos à City;

1890

3º Contrato no Governo Republicano

Decreto 783 e 784 – assinado o 3º Contrato no Governo Republicano do Marechal Deodoro da Fonseca, com o fim de esgotar os bairros de Jardim Botânico e Gávea, parte do Andaraí, Engenho Novo e Engenho do Dentro;

1899

Esgotamento da Tijuca até a Usina

Decreto 3540 – no governo de Campos Sales (1898/1902) – autoriza a City a esgotar a Tijuca até a Usina, como acréscimo do 4º Distrito;

1901 a 1940

1906

Esgotamento do Leme, Copacabana e Ipanema

Esgotamento do Leme, Copacabana e Ipanema (até a rua Farme de Amoedo) adotando o “Sistema Separador Absoluto”. Os esgotos são conduzidos para a Casa de Máquinas da rua Francisco Sá e recalcados para o Leblon;

1910

Ilha de Paquetá

Esgotamento da Ilha de Paquetá;

1911

Despejos industriais

Acordo com a City e o Governo Federal, para que a mesma receba em sua rede os despejos industriais;

1912

Esgotamento do Cais do Porto

Esgotamento do Cais do Porto, entre o Arsenal de Marinha e a Foz do Canal do Mangue;

1913

Sistema Separador Absoluto

Adotado o Sistema Separador Absoluto. Esse sistema também foi aplicado e gradativamente nas áreas anteriormente esgotadas, pelo qual a rede de esgotos recebia somente a contribuição dos despejos sanitários. Assim sendo, as casas novas, ainda não esgotadas, e as casas esgotadas, mas reconstruídas a partir de 1º de janeiro de 1913, tiveram de adotar o Sistema Separador Absoluto.

1934

Esgotamento do Leblon, Ipanema, Lagoa Rodrigo de Freitas e Urca

Decreto 24532/34 – determina o esgotamento do Leblon, Ipanema, Lagoa Rodrigo de Freitas e Urca a cargo da Inspetoria de Águas e Esgotos do Ministério da Educação e Saúde. As obras forma iniciadas em 1935 e concluídas em 1938, na administração do Serviço de Águas e Esgotos do Distrito Federal, que substitui a Inspetoria;

1938

Esgotamento da Urca e Penha Circular

Esgotamento da Urca e Penha Circular – concluído em 1940;

1940

ETE da Penha

Construída a Estação de Tratamento de Esgotos da Penha;

1941 a 1960

1945

SAE transformado em SFAE

Transformação do Serviço de Águas e Esgotos do Distrito Federal no Serviço Federal de Águas e Esgotos do Ministério da Educação e Saúde;

1946

Transferido os serviços para a PDF

Transferido os serviços para a antiga PDF, subordinados ao Departamento de águas e esgotos da Secretaria Geral de Viação e Obras Públicas;

1947

Serviços e o pessoal da City incorporados ao DAE

Terminado o Contrato da Companhia City. Seus serviços, e o pessoal, foram incorporados ao DAE, onde constituíram o Serviço de Esgotos, abrangendo toda a área esgotada da cidade.

1954

Serviço de Esgotos transferidos para DAE;

O Decreto 12453 de 1954, extingue o Serviço de Esgotos e transfere seus encargos para a 4ª Divisão do DAE;

1957

SURSAN

Lei 899 de 28 de novembro de 1957 – cria a SURSAN, Superintenderia de Urbanização e Saneamento, absorvendo o acervo e os encargos de esgotos sanitários do DAE, passando-os para o Departamento de Esgotos Sanitários – DES.

1958

Comissão de Planejamento dos Esgotos Sanitários

Criada a Comissão de Planejamento dos Esgotos Sanitários – COPES – através de convênio com o Ministério da Saúde, até 1969;

1961 a 1980

1965

Departamento de Saneamento

Decreto “N” 351/1965 – transforma o DES em Departamento de Saneamento, até 1972

1972

Empresa de Saneamento da Guanabara – ESAG

Lei 2027/72 – Autoriza o governo do Estado a criar a Empresa de Saneamento da Guanabara – ESAG – efetivada pelo Decreto “E” 5.793/72 com o encargo de dirigir e administrar os serviços de esgotos sanitários e dar combate aos mosquitos em toda a área do Estado da Guanabara.

1974

Fusão dos estados da Guanabara e do Rio de Janeiro

Lei complementar nº 20/1974 determina a fusão dos estados da Guanabara e do antigo Estado do Rio de Janeiro;

1975

Emissário Submarino de Ipanema

Conclusão das obras do Emissário Submarino de Ipanema (26/09/1975), com 4.350 m de extensão.

Criação da CEDAE

Criada a CEDAE, como sociedade de economia mista, em 1º de agosto de 1975, com base na autorização dada pelo decreto-lei nº 39 de 24 de março de 1975, absorvendo a CEDAG, a ESAG e a SANERJ.


Você sabia?

A Cidade do Rio de Janeiro foi a terceira cidade do mundo a ser dotada de rede de esgotos sanitários, precedida por Londres (1815) e Hamburgo (1842). Somente Londres, como Capital se antecipou ao Rio, na construção de suas redes de esgotos.

História do Tratamento de Esgosto

 
Search