A CEDAE

Rio+20

Além de pipas d'agua e aguadeiros para hidratar o público durante os dias da Conferência, coube à companhia vistoriar os reservatórios nas sedes (Riocentro, Parque dos Atletas, Arena da Barra, Parque do Flamengo, MAM, Vivo Rio, Pier Mauá, Galpão da Cidadania e Quinta da Boa Vista) e em pontos vinculados ao encontro, como o Sambódromo, onde se hospedam os integrantes da Cúpula dos Povos. A CEDAE manteve dois Laboratórios Móveis fazendo a análise da água consumida no Riocentro e no Parque dos Atletas. Uma estrutura técnica com cerca de 20 pessoas e 10 veículos, ficou de plantão 24 horas por dia para um pronto atendimento nos locais dos eventos.

Para marcar o início da Rio+20, a CEDAE, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, distribuiu no dia 12 de junho, 5 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica para plantio em todas as cerca de 1.100 escolas do município do Rio de Janeiro. O ato simbólico da primeira muda plantada foi realizado na Escola Municipal Rodrigo Otávio (Ilha do Governador).

A entrega e plantio das mudas aconteceram simultaneamente em todas as unidades educacionais municipais do estado. Essas mudas são cultivadas por detentos do sistema prisional aberto e semiaberto, integrantes do Projeto Replantando Vida. A produção é feita em incubadoras mantidas pela CEDAE, e as mudas são replantadas às margens dos rios Guandu e Macacu.

No dia 13/6, a CEDAE apresentou na "Humanidade 2012", o Projeto Reuso de Água no Comperj. O projeto pioneiro é considerado o maior do mundo neste segmento e irá garantir o fornecimento de água de reúso para o Comperj, em Itaboraí. O diretor de Produção e Grande Operação da CEDAE, Jorge Briard, explicou em detalhes o processo de produção de água para o Comperj, que será feito com a água do reuso da retrolavagem dos filtros da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu e do aproveitamento do esgoto tratado pela Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) Alegria, onde será construída uma ‘Unidade de Tratamento Terciário’. As obras incluem ainda a construção de uma adutora de cerca de 50 km de extensão, que atravessará a Baía de Guanabara, transportando a água tratada da ETE Alegria até a refinaria da Petrobras. Além de representar um grande avanço ambiental e ser uma referência internacional em reaproveitamento de recursos hídricos, o projeto vai atender ao aumento da demanda em Itaboraí e na região com a implantação do Comperj, estimado em três metros cúbicos por segundo na área industrial.

Para promover o consumo consciente, distribuindo água em quantidade e qualidade adequadas, a CEDAE desenvolveu um sistema que foi utilizado em alguns pontos da Rio+20 (Riocentro, Parque dos Atletas e Museu de Arte Moderna). O Sistema de Monitoramento Remoto de Consumo de Água é uma tecnologia altamente automatizada, via GSM/GPRS, através da aquisição de dados analógicos ou digitais, armazenamento local, transmissão via protocolo GPRS. Utilizando tecnologia de telefonia celular digital GSM, o sistema disponibiliza dados via internet aos gestores da CEDAE.

Esta tecnologia foi desenvolvida em conjunto com os técnicos da empresa e está sendo implementada de forma estratégica e gradativa. O sistema garante a medição e o monitoramento do consumo do usuário, permitindo a supervisão permanente do abastecimento, além de fornecer dados que permitem a detecção imediata de tentativa de fraudes, consumo excessivo, vazamentos, etc.

O sistema ficou disponível no site da CEDAE para todos os interessados durante a Rio+20. Clicando em um banner, os internautas obtinham informações sobre o volume de água utilizado pelo público presente no Riocentro, no Museu de Arte Moderna (MAM) e no Parque dos Atletas, com hidrômetro digital e gráfico de consumo atualizado a cada minuto.

Mais informações sobre a Rio+20 em http://www.rio20.gov.br/.

Como plantar uma árvore

Rio +20 - Projeto da CEDAE e Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro.

veja todos Os PROJETOS
 
Search